Anteriormente trouxemos um texto explicando mais sobre os seguros de vida, sua importância e também vantagens que o contratante pode ter antes de ser sofrer alguma fatalidade.  Agora, para traremos para você os principais modelos de contratação, seu funcionamento e benefícios. 

Tipos de seguro que pode-se aproveitar em vida 

Primeiramente vamos destacar algumas modalidades de contratação de seguro de vida em que o próprio beneficiário poderá usufruir. São diversos tipos, que cobrem as mais variadas fatalidades, vejam os principais: 

  • Invalidez total ou parcial por acidente: essa cobertura visa manter o seu padrão em caso de incapacidade de seguir trabalhando. Ela também pode auxiliar nas possíveis adaptações que a invalidez possa vir a lhe causar; 
  • Invalidez total ou parcial por doença: traz similaridades com o anterior, mas aqui é importante destacar que não são todas as doenças a terem cobertura, então é importante ficar atento na hora de contratar; 
  • Doenças graves: oferece cobertura no tratamento de doenças previamente selecionadas e pode também ser usada para possíveis adaptações no estilo de vida. Importante dizer que em caso de invalidez pela mesma, caso haja a cobertura citada acima, o beneficiário passa a receber ambas as indenizações. Juntamente com isso, vale ressaltar que o simples diagnóstico, já lhe autoriza a receber; 
  • Diárias por incapacidade: atualmente é uma das mais procuradas. Trata-se de uma modalidade que lhe dá cobertura por afastamento de suas atividades pelo período de até um ano. Neste caso pode ser motivada por doença ou acidente. Além disso, seu recebimento é rápido, pois o prazo para que se inicie o recebimento é de apenas 10 dias; 
  • Diárias de Internação Hospitalar: esse muito menos comum, mas que garante cobertura em caso de internação. Vale dizer que a indenização pode ser majorada em caso de internação na UTI; 
  • Adiantamento por Doença Terminal: caso em que o valor da cobertura por morte é adiantado para que o segurado possa usufruir em vida o valor contratado. 

Seguros de vida para empresas 

Apesar de muitas pessoas fazerem planos individuais, também temos muitas empresas que optam por oferecer planos corporativos para seus funcionários. A diferença aqui vai ficar por conta dos modelos contratados. Vejam as principais opções do mercado: 

  • Capital global: modalidade em que o capital é um para todo grupo e o valor individual é determinado a partir da divisão do total pelo número de segurados na data em que ocorrer o sinistro. Entretanto esse tipo de contratação não é o ideal para atender convenções coletivas. Isso porque o valor coberto pode variar conforme a quantidade de funcionários, com o risco de acarretar o não cumprimento das obrigações; 
  • Capital uniforme: caso se opte pelo capital uniforme, o modelo será igual para todos os segurados. Esse formato abrange compulsoriamente todos os colaboradores e o valor de cobertura único a se definir por contrato. Modelo comum para micro e pequenas empresas ou com pouca diferença de nível hierárquico; 
  • Contratação de capital variável: Caracterizada pelo fato de que, independentemente de qualquer fator, o estipulante pode definir um capital específico para cada segurado. Este é um modelo comumente usado para definir particularidades de cada funcionário; 
  • Múltiplo salarial: Este seguro de vida em grupo, tem como característica que o capital individual é determinado a partir da multiplicação do salário mensal de cada colaborador. Ou seja, será “X” vezes o salário-base em questão. Contudo, pode-se estipular um limite mínimo e máximo no valor da cobertura. convenções coletivas costuma optar por essa opção;
  • Capital escalonado: neste caso, a empresa define as categorias de acordo com os cargos dos funcionários ou de sua faixa salarial. Aqui é feito um acordo no momento da contratação para definir os valores que cada um dos subgrupos pagará;

Modelo de seguro opcional para o funcionário

Como puderam ver nos modelos acima, a grande maioria dos seguros de vida de empresas tem adesão compulsória. Entretanto tem um modelo que traz a possibilidade do funcionário escolher se quer ou não participar, chamada: “Livre escolha ou Capital opcional”.

Este modelo oferece a opção de adesão ou não do funcionário. Além disso ele possibilita que cada um determine o seu capital no ato da adesão. Ideal para uma contratação não contributária, pois deixa a livre a escolha para os funcionários definirem as coberturas desejadas e arquem com os custos, menores do que se fizessem um plano individual. 

Modelos especiais de seguros de vida para empresas 

Nós temos também dois modelos de seguros de vida para empresas para casos muito específicos, mas que são muitas vezes fundamentais, de acordo com a situação de cada uma. Vamos a eles: 

Seguro de vida individual – sucessão empresarial 

Um modelo de seguro não tão conhecido, mas que pode ser muito importante para uma empresa. Isso porque ele tem como finalidade blindar a empresa caso um dos sócios venha a falecer, pois possibilita que se compre a parte pertencente a ele.  

Com valor legal, essa apólice faz parte de uma das claúsulas do contrato social de empresa, possibilitando sua continuidade sem a intervenção de herdeiros ou então caso seja o desejo deles que a empresa seja vendida ou ainda que a parte que correspondia ao falecido seja adquirida.  

Seguro de vida individual – peça-chave  

Outro modelo bastante específico, trata-se de um tipo de seguro que é feito quando a empresa conta com algum funcionário essencial para seu funcionamento.  

Por exemplo: você tem um restaurante com um chef de cozinha renomado, mas que não é um sócio. Caso ele venha a falecer, haverá um comprometimento da empresa e ao se comprovar sua importância, o seguro pode possibilitar as seguintes situações: 

  • Adequação do funcionamento sem esta pessoa; 
  • Em casos mais extremos até possibilitar o encerramento das atividades de uma forma mais tranquila. 

Este é apenas um exemplo, mas podemos considerar inúmeras situações em variadas áreas em que isso pode ocorrer. 

Conclusão 

Esperamos que você tenha entendido a importância que o seguro de vida tem dentro do planejamento financeiro. Juntamente com isso ver como ele pode auxiliar as empresas, seja para atender exigências com as convenções coletivas ou para blindar a perda de pessoas importantes, que sejam essenciais para o seu sucesso ou bom funcionamento. 

Se você fez um seguro de vida e não está confiante de que é o ideal, fale com um dos nossos consultores e caso ainda não tenha contratado o seu seguro de vida, faça um estudo consultivo conosco e encontraremos juntos a solução adequada para você ou para sua empresa. 

Open chat